A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

s

Saldo Devedor

Valor restante para a quitação total de um bem móvel ou imóvel. Nos financiamentos imobiliários, o saldo devedor é reajustado mensalmente de acordo com a taxa de juros e o índice estipulados em contrato.

Saldo Residual

É o que resta a mais ou a menos de uma dívida quando vencido o prazo contratado. Se o saldo é negativo (por exemplo, -R$ 847), o mutuário pagou a mais e deve receber a quantia de volta. Se positivo, o mutuário pagou a menos (por erros de cálculo) e ainda deve ao credor. O saldo residual não existe nas operações de financiamento imobiliários existentes atualmente.

Securitização

Conversão de empréstimos bancários e outros ativos em títulos (securities, em inglês) para vendê-los a investidores. A instituição que fez o empréstimo vende-o a uma empresa securitizadora. Com lastro nesse crédito, a securitizadora emite "certificados de recebíveis imobiliários", ou simplesmente recebíveis, postos à venda para investidores. A securitização do crédito imobiliário pode ser feita quando a instituição financeira o concedeu de acordo com a lei n.º 9.514, que criou o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

Seguro de Danos Físicos ao Imóvel

Apólice obrigatória, junto com a de morte e invalidez permanente (MIP), quando se contrai financiamento com uma instituição financeira. O DFI, que cobre danos causados por incêndio, inundação, etc., é pago em parcelas ao longo de todo o financiamento.

Seguro de Morte e Invalidez Permanente

Apólice obrigatória, como a de danos físicos ao imóvel (DFI), ao se contrair financiamento com uma instituição financeira. Se duas pessoas contraíram um financiamento imobiliário e uma delas morre, a companhia seguradora paga o saldo devedor proporcionalmente.

Sinal

Quantia ou valor que o comprador entrega ao vendedor para assegurar a conclusão do negócio e com a função de primeira parcela. Sinônimo de entrada e arras.

Sistema de Amortização Constante (SAC)

Método de pagamento de uma dívida em que a parcela de amortização (um dos componentes da prestação) é constante e a parcela de juros, que incide sobre o saldo devedor, é decrescente ao longo do prazo de financiamento.

Sistema de Amortização Crescente (SACRE)

Esse tipo de amortização é bem semelhante ao SAC. Pouco utilizado pelos bancos privados, as prestações iniciais são mais altas e decrescem ao longo do tempo. A única diferença em relação ao SAC é que a TR (Taxa Referencial) entra nos cálculos posteriormente, fazendo com que a amortização não seja constante, e sim variável.

Sistema de Amortização Misto (SAM)

Modo de cálculo de prestações de financiamentos que utiliza a média aritmética das prestações calculadas pela Price e pela SAC.

SBPE

Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo.

Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI)

Criado em 1997 pela lei n.º 9.514 (20/11/1997) como alternativa ao Sistema Financeiro da Habitação e à Carteira Hipotecária, o sistema autoriza a securitização dos créditos imobiliários e introduz a alienação fiduciária no mercado imobiliário.

Sistema Financeiro da Habitação (SFH)

Criado pela lei federal nº 4.320 de 04/08/1964, o SFH tem como objetivo a captação de recursos a juros baixos (oriundos dos depósitos em caderneta de poupança e do FGTS) para repasse à área habitacional, na forma de financiamento para a produção de imóveis e a compradores da casa própria. Pelas regras do SFH, o imóvel tem que ser para uso próprio do mutuário, sendo permitida a utilização do FGTS para aquisição e abatimento da dívida; o valor máximo de financiamento é de R$ 450 mil e a taxa de juros é de, no máximo, 12% ao ano. A garantia do banco é a alienação fiduciária do imóvel.

Simule seu financiamento

Tipo de Produto:

Residencial
Terreno / Lote
Comercial
Construção
Valor do Imóvel:
R$
Valor de Entrada: Min: 20% do valor do imóvel
R$ 
Taxa de Juros*:
% ao ano
Prazo:
anos
Sua Idade:
anos

* As taxas de juros são customizadas de acordo com o perfil de cliente. O preenchimento deste campo é opcional. Caso não seja preenchido, serão utilizadas as taxas médias praticadas (consulte as taxas de juros indicativas clicando aqui).

Simular

Solicite informações customizadas
aos nossos consultores.

(11) 3882-4148 | (11) 3882-4082